Educação alimentar para crianças
Reeducação alimentar para todos
Postado dia 29 de setembro

Alimentação saudável para bebês: peixes!

Hoje, conversei com uma paciente sobre a alimentação saudável para bebês; ela perguntou se deveria ou não oferecer peixe ao seu filho de 8 meses. Apesar da pediatra já ter autorizado, ela estava receosa, principalmente com relação aos espinhos e consistência do alimento. Acredito que esta dúvida se estenda a muitas outras mães, por isso dedico este post sobre como apresentar os peixes. E garantir a alimentação saudável para bebês.

alimento saudável para bebes

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria, o peixe pode ser oferecido a partir do sexto mês de vida da criança, junto aos demais alimentos que compõem a alimentação saudável para bebês. O peixe é um alimento nutritivo, rico em proteínas de altíssimo valor para o corpo, ferro, zinco e vitaminas do complexo B.

Alimentação saudável para bebês

Outra característica importante dos pescados é a presença de ômega 3 em grandes quantidades, um óleo essencial (aquele que devemos obter através da alimentação) que atua no desenvolvimento do cérebro, nervos e olhos. A introdução de peixe na alimentação do bebê deve receber atenção redobrada devido a dois fatores: como escolher o pescado e evitar peixes espinhosos.

Peixes mais adequados aos bebês

Nesta fase é mais indicado utilizar peixes como anchova, linguado, cação, pescada branca ou cambucu. Eles apresentam uma quantidade menor de espinhos e são encontrados facilmente.

Como escolher o pescado

Os pedaços, as postas e os filés devem ter uma textura firme, sem ressecamento ou descoloração. Os ossos devem estar bem presos à carne. Quando for comprar peixe congelado verifique se a embalagem está perfeita, sem cristais de gelo, com cheiro suave e fresco. A mudança de cor ou os cristais de água indicam que o peixe pode ter sido descongelado e congelado novamente.

E peixe inteiro, pode?

O peixe fresco deve ter olhos saltados e brilhantes, guelras de um vermelho vivo, corpo rijo e elástico ao toque, pele lustrosa e escamas resistentes. Peixe fresco tem cheiro de mar!

Peixe: introdução alimentar para bebês

A melhor forma de oferecer pescado na alimentação do bebê é cozinhando em pouca água; asse o peixe  coberto com papel alumínio ou preparando no vapor. É importante desfiar com as próprias mãos para localizar possíveis espinhos e retirá-los do prato.  Temperos naturais, como ervas frescas em pequenas quantidades, podem ser utilizados, nesta fase de introdução alimentar. Evite a adição de sal. Até os 12 meses de vida o sal não é indicado na alimentação das crianças.

Débora Rosa

 

Deixe seu comentário: